Atividade física na obesidade e principais cuidados

Vivemos de adaptações. No trabalho, nos relacionamentos. E quando pensamos na atividade física na obesidade, ela também necessidade de adaptações, visando um melhor resultado. Por isso, ter em mente as atividades que atendem melhor esse momento pode fazer grande diferença.

Todo mundo quer melhorar. Mesmo aqueles que se consideram terão sempre um detalhe que gostariam de fosse aprimorado. E com certeza essa busca passa por escolher os melhores exercícios e modalidades.

Quando pensamos na atividade física na obesidade, considerar aspectos que farão o treino ser mais atrativo e eficiente deve ser o caminho. É possível perder peso de maneira saudável, fazendo com que o corpo gradualmente chegue ao seu peso ideal. Isso é extremamente importante para saúde e qualidade de vida.

Muitas pessoas não se dão conta, mas estar muito acima do peso é um grave problema para saúde. O risco para inúmeras doenças crônicas — como a diabetes e hipertensão — aumenta consideravelmente. Além disso, existe o risco de surgirem várias condições articulares e de origem funcional que  coloca em risco a integridade física dessas pessoas.

Portanto, saber como iniciar nos exercícios físicos ou até mesmo saber quais praticá-los quando se está acima do peso é uma excelente maneira de atingir um estilo de vida saudável. Isso será capaz de garantir a longevidade, tão importante durante nosso envelhecimento.

Abaixo, você saberá as melhores opções para iniciar e também saberá quais alternativas evitar antes de embarcar na sua jornada rumo ao corpo mais saudável. Pronto para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o final!

Atividade física na obesidade: atenção aos exercícios de impacto

Todos nós sabemos que a corrida é uma excelente maneira de aumentar o condicionamento físico e perder peso. Porém, quando não orientado de forma adequada, pode prejudicar ao invés de ajudar.

Por conta do impacto nas articulações, é necessário um maior cuidado e o uso de alternâncias entre a caminhada e a corrida, ou mesmo realizar inicialmente apenas a primeira.

Também é importante notar quais atividades estão liberadas pelo médico. Essa condição deve ser observada inclusive para pessoas que acabaram de fazer cirurgia bariátrica e ainda estão perdendo peso.

Alguns exemplos de atividades de alto impacto que exigem uma atenção maior:

  • Futebol;
  • Corrida;
  • Basquete;
  • Pular corda;
  • Entre outros.

Exercícios de baixo impacto também são bem indicados

Em suma, tudo aquilo que for realizado em meio líquido, de maneira suspensa ou em conjunto de algum equipamento apropriado (como bicicleta ergométrica ou elíptico — com exceção da esteira, obviamente) já pode ser considerado de baixo impacto.

Isso significa que seu corpo não sofrerá grandes forças nas articulações, fazendo com que você permaneça livre de dor e principalmente sem grandes riscos de lesões, que além de desagradáveis, são um grande problema para quem nunca treinou intensamente. Porém, não significa que elas sejam você não possa treinar fora do ambiente aquático. Desde que bem orientado, poucas atividades tem restrições.

Abaixo, falaremos sobre uma lista interessante e que pode lhe trazer algumas ótimas ideias:

  • Natação;
  • Hidroginástica;
  • Spinning dentro da piscina;
  • Pilates;
  • Musculação;
  • Ciclismo;
  • Caminhada;
  • Entre outros.

Como você pode ver, a lista é longa e muito convidativa. Certamente todas as pessoas podem conseguir ter ideias interessantes e finalmente começar a praticar aquilo que elas mais gostariam no seu tempo livre.

Saiba que para ter uma vida ativa não basta simplesmente focar no seu objetivo na balança. Seus aspectos emocionais e psicológicos também devem ser levados em consideração.

Verifique se você prefere atividades individuais ou coletivas, e acima de tudo, escolha e permaneça com aquilo que realmente te dá vontade de praticar.

Isso aumenta a aderência ao seu plano de exercícios e diminui a chance de erro ou de frustração durante sua evolução até o peso ideal.

E para quem busca exercícios físicos após a cirurgia, comece com atividades de baixo impacto e, apenas após o tempo adequado de adaptação, migre para opções mais desafiadoras.

Atividade física na obesidade e ajuda profissional caminham juntas

Obesidade-deve-ser-combatida-com-treinos-e-alimentacao.jpgAgora que você já sabe sobre o que praticar, devemos informar que o ideal é sempre iniciar de maneira lenta e gradativa. Evite dar o máximo de si nas primeiras semanas e sempre procure por profissionais na hora da montagem e acompanhamento do seu treinamento.

Isso garantirá sua segurança dentro e fora das suas atividades físicas, e certamente esses são fatores importantes que fazem com que seus resultados passem a vir de maneira exponencial.

Afinal de contas, seu corpo se adapta de acordo com o estímulo que você fornece durante seu treinamento. E sem nenhuma variação, a probabilidade de atingir um platô — período sem nenhum resultado — é imensa.

Portanto, não deixe de procurar por um bom profissional de educação física e por um bom nutricionista para auxiliar no seu emagrecimento. Por mais que pareça tentador fazer tudo sozinho, dificilmente essa é alternativa mais adequada para quem busca resultados surpreendentes.

Afinal, é melhor somente seguir um plano em vez de ter que produzir e modificá-lo periodicamente, não é verdade?

Antes de iniciar, consulte seu médico

A consulta com seu médico também é extremamente importante. Ter um atestado garantindo sua saúde é a melhor maneira de evitar problemas extremamente desagradáveis, que inclusive, podem levar a óbito.

Não raro, alguns indivíduos tentam iniciar dando tudo de si logo nas primeiras sessões de treinamento, e quando o corpo não está preparado, a chance para um problema cardíaco é bem grande.

orientação do médico é insubstituível e também é a única maneira de garantir que você não terá nenhum problema durante sua prática esportiva. Lembre-se que o objetivo é ser mais saudável, e não simplesmente quebrar todos os recordes ou metas logo de início.

Seus resultados dependem mais da sua constância nas atividades e na sua alimentação do que a própria intensidade de treino. Evite ultrapassar seus limites nos primeiros meses e deixe seu corpo ir se adaptando aos exercícios de maneira natural.

Fazendo tudo certo, sua performance aumentará exponencialmente nos primeiros 90 dias.

O importante é não desistir e, se possível, não esquecer nenhuma dica que foi mencionada até aqui. Elas podem realmente se tornar a chave para seu sucesso.


Fonte: www.pacefit.com.br/

Deixe uma resposta