ASICS Golden Run BH: corremos na capital da boa comida e da boa corrida

Viajar já é uma delícia. Viajar para correr é ainda melhor

No último final de semana estivemos em Belo Horizonte para mais uma etapa da ASICS Golden Run, uma das corridas mais bem organizadas, na minha opinião.

Nós aproveitamos a viagem para conhecer um pouquinho da capital mineira e suas “gostosuras”. Apesar de ir num dia e voltar no outro, deu para aproveitar bastante – e vamos dividir com vocês um pouquinho dessa experiência.

A prova

A corrida, que reuniu cerca de 2.600 atletas no domingo (26), muitos vieram de várias partes do país, aproveitaram para viajar para correr, contou com o tradicional percurso em torno da Lagoa da Pampulha, um dos principais pontos turísticos de BH. A vista é linda e ficamos impressionados com o tamanho da Lagoa. Dos 21 km percorridos, 18 foram de orla e sem repetir o percurso. Um privilégio para os nossos colegas corredores de Belo Horizonte ter à disposição um local para treinos longos e com muita natureza. Para quem nunca foi, a lagoa é arborizada, possui ciclovia e pista para corridas e caminhadas. Às vezes sobe um cheirinho ruim da água, mas nada que incomoda.

Mesmo no inverno, o dia amanheceu com sol forte na capital mineira, mas não faltaram postos de hidratação, isotônico e gel para os participantes. Além disso, faltando poucos quilômetros, também ofereceram banana, algo muito legal para quem não curte suplementos. A estrutura da prova foi perfeita.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para quem tinha a pretensão de melhorar o tempo, essa foi a prova ideal, já que o percurso foi praticamente todo plano.

Resultados

Campão categoria PNE- Adriano Souza Nascimento – 1:15:33

Elite feminina

  1. Franciane dos Santos Moura – 1:18:20
  2. Adriana Cristina Silva de Luz – 1:18:54
  3. Amanda Aparecida de Oliveira – 1:19:14
  4. Jozeli Janis de Castro – 1:24:03
  5. Larissa Marcelle Moreira Quintão – 1:25:05

Elite masculina

  1. Antonio Wilson Sousa Lima – 1:06:37
  2. Getu Kure Mideska – 1:06:49
  3. Edmilson dos Reis Santana – 1:07:12
  4. Valdir Sergio de Oliveira – 1:08:18
  5. Cezidio Neto-1:09:49

 

_BK52925
@tvinhal

A prova ainda teve a participação do triatleta, Thiago Vinhal. O mineiro foi o primeiro colocado na premiação dos TOP 100 melhores tempos masculinos amadores com pouco mais de 1h14 de prova.

A ASICS Golden Run 2018 já passou por Salvador, Buenos Aires, São Paulo, Rio de Janeiro, Santiago e, agora, Belo Horizonte. As próximas etapas acontecem em Brasília e Bogotá, na Colômbia.

 

 

A cidade

Foi um “bucado” corrido, mas deu para curtir um pouco. A cidade possui muito museus e atrações culturais. Não conseguimos conferir nenhuma, mas vimos muitas mobilizações e atrações em destaque. Na próxima colocaremos no roteiro.

Ficamos admirados com a receptividade dos mineiros, sempre muito educados e prontos para bater um bom papo. Uma cidade grande com jeitinho de interior, é dessa forma que definiríamos Belo Horizonte.

 

A comida

Referência em todo o Brasil, a comida mineira é, se dúvidas uma das melhores. Em BH não faltam lugares para deliciar uma boa comida típica. Escolhemos três tipos diferentes de locais para conhecer.

Bar do Lopes

A primeira foi o Bar do Lopes, um barzinho com petiscos e pratos típicos mineiros. Ele é conhecido pelo clima boêmio.

O bar ocupa uma esquina e as mesas ficam na calçada. Eu pedi uma salada com salmão e veio bem servida, uma delícia. Já o Ed foi de Feijão Tropeiro e Linguiça, ele não gostou muito. O preço é razoável, média de 35,00 cada prato.

A Pão de Queijaria

A Pão de Queijaria
A Pão de Queijaria

A segunda escolha foi comer uma remesa na A Pão de Queijaria.

Gente!!! Que lugar maravilhoso!!!

Uma delícia mais deliciosa que a outra. Como queríamos doce, fomos dos tradicionais de minas: Um pão de queijo recheado com doce de leite de viçosa e outro com queijo e goiabada. Os dois uma delícia, mas o de doce de leite é um primor. O preço não é barato, média de 9,00 cada pão de queijo echeado, mas vale muito a pena.

 

Cabernet Butiquim

A terceira e última opção do nosso tour gastronômico foi o Cabernet Butiquim, um lugar que sem dúvida nós voltaremos quando formos à BH. É uma espécie de barzinho com uma culinária mais sofisticada. O espaço é acolhedor, intimista e super moderno. Um ótimo point para curtir a noite na capital mineira, tomar um bom vinho (há muitas opções) e ainda comer uns bons petiscos. Comemos queijo canastra com pão e mel, uma porção de croquetes da casa, acompanhados de um bom vinho tinto. O preço é razoável, em comparação com SP. a nossa conta deu menos de 100,00.

 

Viajar já é uma delícia. Correr é bom demais. Viajar para correr é ainda melhor!

Resumo da ASICS Golden Run BH: foi bão demais esse trem.

 

Cuide-se, corra e seja Feliz.

Ed & Thaby

Um comentário em “ASICS Golden Run BH: corremos na capital da boa comida e da boa corrida

Deixe uma resposta