RECUPERAÇÃO PÓS- PROVA: DESCANSO ATIVO OU OFF TOTAL?

Após encarar uma prova, seja ela curta ou longa, muitos atletas acham que devem tirar merecidos dias de descanso. Isso é correto? Como se deve proceder? Treino regenerativo (descanso ativo) ou descanso total?

Após a realização de prova ou de treino longo/intenso o corpo sofre um estresse generalizado, em que os músculos e articulações ficam sobrecarregados o que leva à fadiga corporal por completo.

Quanto maior a prova, maior o esforço, mas, isso não quer dizer que após realizar provas curtas o descanso não seja necessário por exemplo. Mesmo não sobrecarregando o corpo por tempo longo o mesmo é levado a grande intensidade devido à velocidade imposta.

Provas longas como Maratona e Ironman pode exigir um descanso de 7 a 10 dias, isso inclui a pausa de treinos de corrida, pois o mesmo atrasa o processo de recuperação. A corrida só deve ser retomada após uma semana sem deixar que o treino ultrapasse 60 minutos.

A inflamação causada pelo esforço faz parte da recuperação, portanto, nesse período realize atividades que não afetem negativamente o processo.

Para provas mais longas recomendo 2 dias de descanso ou treino de baixa intensidade e curta duração.

Para acelerar a recuperação faça gelo, massagem, alongamento, atividades sem impacto (natação, caminhada, bike, trote na água, etc) com intensidade máxima de 60% da frequência cardíaca máxima, dessa forma você oxigena os tecidos e alivia dores eventuais.

Atletas mais experientes podem até arriscar um trote em um piso mais macio. O importante é conhecer o seu corpo, ter equilíbrio e não ficar totalmente parado nos dias subsequentes às provas ou treinos intensos.

 


 

Autor(a):

Vanessa Furstenberger – Fitness Coach

@va.personal