No ano passado, eu e a minha esposa, Thábata Mondoni, corremos juntos a Meia Maratona Internacional do Rio 2016, certamente a corrida mais bonita que já corremos até agora.

Nesta prova eu aprendi muito, principalmente a não subestimar os 21k e o valor do descanso após os treinos. Consegui correr de acordo com o treinado e planejado só até o km 15, quando já eram mais de 10h e um sol típico de Rio 40°, não sei se bateu 40, mais de 30° com certeza. Eu vi muita gente passando mal, ambulância pra todo lado. A paisagem é realmente deslumbrante, deu pra me sentir menor que uma formiga ao correr vários km em torno do Pão de Açúcar olhando o bondinho deslizar pendurado por uma linha fina. São vários km na orla de belas praias. Após o km 15 eu perdi as forças e já não aguentava mais correr sem parar, fui alternando caminhada e corrida contemplando com mais atenção as belas obras do Senhor.

Eu sou apaixonado pelo Rio de Janeiro, apesar de todos os seus problemas. Acho impressionante como a cidade mescla as belezas naturais com a parte urbana. Em poucos km é possível se deparar com o Pão de Açúcar ou a Lagoa Rodrigo de Freitas e com grandes prédios ou shopping comerciais e avenidas movimentadas.

 As imagens que vimos durante esses 21k ficarão para sempre na nossa memória. Certamente iremos correr provas mais difíceis, a maratona vem aí, mas acho que dificilmente correremos prova mais bonita.

  

Um grande abraço, cuide-se, corra e seja feliz!

 

Edgar Santana