SUPLEMENTAÇÃO – ALTERNATIVAS AO GEL DE CARBOIDRATO

Os corredores ou esportistas de qualquer esporte que fazem atividade intensa por mais de 1h devem se preocupar em repor a quantidade de carboidrato. Ele tem a função de manter a glicemia em alta e poupar o glicogênio muscular. Isso é necessário para manter em bom nível o ritmo da atividade. É o que dizem os especialistas.

O corpo conta com um estoque de carboidrato que dura, aproximadamente, 60 minutos de atividade física. A partir disso, é preciso repor o estoque, para que você mantenha o rendimento, evite a fadiga e a perda de glicogênio muscular. A Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva preconiza o uso de cerca de 30g a 60g de carboidratos, para cada hora adicional de atividade. Ou seja, a cada meia hora, o indicado é consumir cerca de 15g a 30g de algo que lhe dê combustível para a corrida de rua. E o ideal durante treinos e competições é que esse carboidrato seja de rápida absorção e de fácil digestão. O nosso tanque de gasolina, em geral, só carrega carboidrato para 1h de viagem, depois disso é preciso colocar mais combustível. Cuidado para não ficar andando com a luz de reserva acesa.

Se você não se adaptou com um Gel ainda ou apenas quer tentar algo totalmente natureba, eu vou indicar três opções que eu já testei em substituição ao Gel e me fizeram render bem nos longos acima de 20km.

Eu gosto sempre de fazer a ressalva: cada ser humano é único. É claro que aquilo que funciona para uns, pode não ser uma boa opção para outros. Por isso, antes de deixar o gel de lado é preciso que você experimente e avalie o resultado das alternativas naturais .

Vamos às dicas naturebas:

Mel

É uma ótima fonte de energia, composto basicamente por carboidratos (frutose e glicose) e com uma pequena quantidade de proteínas, vitaminas e minerais, o mel é ideal para fornecer energia rápida ao corredor, já que é absorvido pelo organismo sem demora, assim como o gel de carboidrato.

Boa Corrida: Esse é o que eu mais uso, o mel orgânico em sachê que compro na farmácia. Acho muito prático e fácil de carregar. Em um treino de 2h de corrida eu começo a consumir com 40min e a cada 20 min eu consumo dois saches de 10g.

Tâmara

Esta fruta é rica em açúcares naturais como a glicose, frutose e sacarose. Portanto, elas são o lanche perfeito para uma explosão imediata de energia. Muitas pessoas em todo o mundo usam as Tâmaras como fonte de energia para atividade física.

“Ela é uma excelente fonte de potássio, mineral que ajuda a regular os níveis de sódio no organismo, principal responsável pelos problemas de pressão alta. A fruta ainda é uma poderosa aliada dos atletas, pois contém grande quantidade de açúcar, sendo extremamente energética”, explica a nutricionista Lívia Nogueira, do Oba Hortifruti.

Boa Corrida: Eu já consumi durante um treino longo, realmente dá muita energia, mas achei pesado, têm muito açúcar, chega até ser oleosa a fruta. O resultado foi bom, mas prefiro o Mel.

Bananinha desidratada

A banana é rica em carboidratos, ela ainda tem uma boa dose de potássio e vitamina B6, sendo boa pedida, também, para evitar as câimbras. No pré-treino, ela ajuda a estocar carboidrato e no pós-treino auxilia a recuperar o potássio perdido na corrida de rua. Há ainda a versão chama de bananinha desidratada, com cerca de 15g de carboidrato, além de ser fácil de carregar no bolso e comer em movimento.

Boa Corrida: É uma das minhas frutas preferidas. Eu levo algumas bananinhas para mastigar algo durante o treino, geralmente consumo junto com o mel. Gosto da energia e também do sabor.

Um grande abraço, cuide-se, corra e seja feliz!

Edgar Santana